Investigador da Polícia Judiciária detido por suspeita de abuso de poder

Fotografia: Macau Photo Agency/Unsplash

Um agente da Polícia Judiciária foi na segunda-feira detido, suspeito dos crimes de abuso de poder e de violação de segredo. A detenção foi anunciada pela polícia de investigação do território, que explica, em comunicado, que a detenção está relacionada com o desmantelamento de uma rede de agiotagem, em Fevereiro de 2019.

Na altura, dois investigadores criminais da Polícia Judiciária foram detido. A organização de investigação criminal suspeita que o homem agora detido tenha feito uso da sua posição dentro da força para “verificar informações policiais confidenciais internas sem autorização que depois revelou a um dos investigadores criminais que foi detido” há dois anos. Os crimes de que o agente é suspeito terão sido cometidos entre Janeiro de 2017 e Dezembro de 2018. O suspeito, que integrava a força policial, nega ter cometido os crimes de que é acusado.

Na mesma nota de imprensa, citada pela emissora em língua portuguesa da Rádio Macau,  a Judiciária “manifesta desolação e lamento pelo facto de haver mais um investigador criminal suspeito de envolvimento em crime, salientando que não tolera quaisquer condutas de violação da lei e disciplina”. A corporação policial instaurou ainda um processo disciplinar contra o suspeito, medida que se encontra na fase de instrução.

Be the first to comment

Leave a Reply

Your email address will not be published.


*


This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.