Coreia do Sul. Crianças com sintomas de síndrome associada à Covid-19 tinham outra doença

Duas crianças da Coreia do Sul que se suspeita terem sido os primeiros casos de uma doença potencialmente fatal ligada ao coronavírus contraíram síndrome de Kawasaki, ainda que sem qualquer relação com a Covid-19. A informação foi esta quarta-feira divulgada pelas autoridades de saúde sul-coreanas.

Na semana passada, o Centro de Controlo e Prevenção de Doenças da Coreia  do Sul disse que iniciou uma investigação sobre dois casos suspeitos de Síndrome Inflamatória Multissistêmica Infantil (MIS-C).

Casos de MIS-C, chamada oficialmente de Síndrome Inflamatória Multissistêmica Infantil, potencialmente associada à Covid-19, foram relatados em França, em Itália, em Espanha, no Reino Unido e nos Estados Unidos. Mais de cem crianças adoeceram com a doença apenas no Estado de Nova Iorque.

Os sintomas da MIS-C são semelhantes aos do choque tóxico e da síndrome de Kawasaki, como febre, irritações cutâneas, dilatação das glândulas e, em casos graves, miocardite.

A directora do centro coreano de controle de doenças, Jeong Eun-kyeong, disse que a investigação mostrou que os dois pacientes, um menino de 11 anos e uma menina de 4 anos, apresentavam sintomas de choque tóxico associados à síndrome de Kawasaki

Ambos apresentaram um diagnóstico negativo relativamente ao novo coronavírus e tiveram alta hospitalar depois de receberem tratamento, disse Jeong Eun-kyen.

Be the first to comment

Leave a Reply

Your email address will not be published.


*


This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.