Quatro travestis detidos em operação de combate à prostituição

Os detidos – três tailandeses e um filipino – confessaram que se deslocaram a Macau para se dedicar à prática de prostituição. Na operação foram detidas ainda doze mulheres da República Popular da China suspeitas de oferecerem sexo a troco de dinheiro.

Dezasseis pessoas, suspeitas da prática de prostituição, foram detidas no final da semana passada, no âmbito de uma operação lançada pelas forças de segurança do território focada no combate à prostituição.

Mais de 30 agentes da Polícia Judiciária estiveram envolvidos na operação, que se prolongou entre a meia-noite e as cinco da manhã da passada sexta-feira e teve como alvo alguns dos clubes nocturnos da strip do Cotai. 

Durante a operação, a polícia deteve quatro homens, oriundos da Tailândia e das Filipinas, que se faziam passar por mulheres. Num comunicado, a Polícia Judiciária define os detidos como “travestis”. Os quatro – três tailandeses e um filipino – admitiram que se deslocaram ao território com o propósito de se dedicarem à prostituição. 

Visadas pela operação foram também doze mulheres da República Popular da China, suspeitas de oferecerem sexo a troco de dinheiro. O grupo foi conduzido à esquadra para identificação, antes do caso ser entregue à Polícia de Segurança Pública. 

Be the first to comment

Leave a Reply

Your email address will not be published.


*


This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.