Navarra e Catalunha reforçam medidas contra a Covid-19

Duas regiões do norte da Espanha, a Catalunha e A Navarra, reforçaram no domingo  o leque das medidas para conter o aumento de casos de coronavírus, informaram os responsáveis das duas comunidades autónomas espanholas.

Enquanto a Catalunha insistiu que empresas e universidades continuem com o trabalho a partir de casa e com aulas online para evitar ao máximo as interacções sociais, o governo de Navarra foi mais longe e impôs restrições de horário a bares e restaurantes, bem como limites de capacidade em vários estabelecimentos comerciais.

Em Navarra, onde vivem 650.000 pessoas, a partir de terça-feira os grupos que se reunirem em vias públicas não poderão exceder o número de seis pessoas e os bares e restaurantes só poderão funcionar até às 22h. Além disso, a capacidade dos estabelecimentos será limitada a 30 por cento do total, disse a presidente da comunidade autónoma, Maria Chivite.

A capacidade dos cinemas, teatros e bibliotecas também será reduzida para 30 por cento, e os supermercados, em 40 por cento, informou: “Estamos num momento crítico e precisamos repensar a situação. Temos tempo para isso, mas não queremos chegar a um cenário mais difícil. A possibilidade existe”, explicou Chivite, numa conferência de imprensa.

No sábado, Navarra registou 463 novos casos de Covid-19, um recorde desde o início da pandemia no país.

Por outro lado, na Catalunha (nordeste), onde moram cerca de 7,5 milhões de pessoas, o secretário regional de Saúde Pública, Josep Maria Argimon, insistiu que as empresas continuem a incentivar o trabalho a partir de casa durante os próximos 15 dias.

O responsável também pediu às universidades que continuem a ministrar as aulas online durante as próximas duas semanas para reduzir o número de “interações sociais”: “Temos que fazer sacrifícios”, declarou numa entrevista para a emissora RAC1.

“Se não adoptarmos medidas, poderemos chegar a mesma situação de Madrid dentro de duas ou três semanas”, garantiu.

A capital espanhola é uma das cidades europeias com maior incidência da covid-19. A taxa de infecção em Madrid é de 564 casos para cada 100.000 habitantes, um número muito superior à média nacional – 257 casos para cada 100.000 habitantes –  e a mais alta de qualquer região da União Europeia.

Na sexta-feira, o governo central declarou estado de alarme na região de Madrid para impor um confinamento parcial e perimetral na capital e em vários municípios vizinhos.

Be the first to comment

Leave a Reply

Your email address will not be published.


*


This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.