Covid-19. Qualidade do sono diminuiu devido ao confinamento

O confinamento para impedir a propagação da COVID-19 causou nos últimos meses uma “alteração” das rotinas do sono e um declínio na qualidade das horas de repouso, de acordo com os primeiros resultados de uma investigação promovida por quatro neuropsicólogos da Universidade de Liège, no leste da Bélgica.

O estudo, que ainda está a decorrer e que conta com 700 inquéritos online até à data, mostra que a qualidade do sono “foi alterada” com as novas rotinas que surgiram durante a pandemia e que a proporção de más noites de sono “aumentou 5 por cento”, informou esta segunda-feira o jornal belga “Le Soir”.

Segundo uma das responsáveis do estudo, a neuropsicóloga Fabienne Colette, as pessoas inquiridas passam em média “mais tempo na cama”, o que não se traduz, no entanto, num melhor descanso.

Setenta por cento dos participantes concluíram que a sua actividade tinha reduzido durante o confinamento, enquanto 54 por cento afirmaram ter sofrido fadiga física e 59 por cento fadiga mental durante este período.

Para além da sobreposição das tarefas domésticas com as profissionais, entre as quais se destaca o cuidar de crianças, a investigadora aponta também para o aumento das horas de uso de dispositivos tecnológicos: “Os estudos demonstraram que as videoconferências são muito cansativas. É cansativo ver-se no ecrã, porque o cérebro não está habituado, há um desfase porque as pessoas não se olham nos olhos, etc”, explicou a investigadora ao “Le Soir”.

Desde uma perspectiva de género, o estudo salienta que o aumento da carga mental foi “mais pronunciado” entre as mulheres, que mostram “pior qualidade de sono e sentimentos mais stressantes”.

A maior carga de trabalho doméstico que as mulheres costumam suportar, aponta Colette, “coloca-as numa posição mais completa de tratar” e acentua a necessidade de estabelecer “uma melhor divisão do trabalho”.

Be the first to comment

Leave a Reply

Your email address will not be published.


*


This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.