Consumada adesão de Macau à Organização das Cidades do Património Mundial

As autoridades de Macau formalizaram na sexta-feira a adesão à Organização das Cidades do Património Mundial (OWHC), uma decisão tomada pelo facto do território ser um “símbolo de unidade e exemplo de fusão e coexistência da cultura oriental e ocidental”.

De acordo com uma nota de imprensa do Instituto Cultural, foi realizada na sexta-feira a “Cerimónia de Afiliação da Região Administrativa Especial de Macau na OWHC”, acto que se consumou através de uma videoconferência.

Durante a cerimónia, o presidente da Organização das Cidades do Património Mundial e também presidente da Câmara da cidade polaca de Cracóvia, Jacek Majchrowski afirmou que “Macau é um raro exemplo de um lugar aonde ao longo dos séculos, houve uma convergência estética, cultural, de arquitectura e de diferentes técnicas do Oriente e do Ocidente”, de acordo com o comunicado.

Jacek Majchrowski, “expressou estar muito feliz por poder dar as boas-vindas a Macau nesta sua adesão à OWHC, como símbolo de unidade e exemplo de fusão e coexistência da cultura oriental e ocidental”, adiantou o comunicado, publicado no fim-de-semana pelas autoridades do território.

De acordo com o Instituto Cultural, esta adesão “facilitará a obtenção de informações internacionais sobre preservação do Património Mundial e a participação de Macau em eventos relevantes, aprendendo a experiência de outros locais no que diz respeito à preservação de propriedades do património mundial, potenciando assim ainda mais a reputação internacional de Macau como cidade Património Mundial”, especifica a nota de imprensa.

O território tornou-se na terceira cidade chinesa a aderir à organização, depois de Suzhou e Dujiangyan. Macau foi representando na cerimónia virtual pela secretária para os Assuntos Sociais e Cultura, Ao Ieong U.

A Organização das Cidades Património Mundial foi fundada a 8 de Setembro de 1993 em Fez, Marrocos. A Organização agrupa mais de 300 cidades nas quais estão localizados monumentos incluídos na Lista do Património Mundial da UNESCO.

O centro histórico de Macau foi admitido na lista do Património da Humanidade da UNESCO a 15 de Julho de 2005, tendo sido designado como o 31.º local do Património Mundial da China.

Be the first to comment

Leave a Reply

Your email address will not be published.


*


This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.