Barcelona pede à população que fique em casa

Os residentes de Barcelona foram instados esta sexta-feira a permanecer em casa e a não se reunir em grupos de mais de dez pessoas, enquanto  as autoridades regionais da Catalunha tentam conter um aumento nos casos de coronavírus. Depois de um braço-de-ferro com a justiça, o Governo catalão suspendeu a imposição da quarentena obrigatória.

“Recomendamos que as pessoas não se desloquem se não for absolutamente necessário”, defendeu Alba Verges, a responsável pela pasta da saúde do Governo Autónomo da Catalunha, em conferência de imprensa. “É muito importante respeitar estas medidas agora, é a melhor maneira de evitar um novo confinamento.”

As autoridades catalãs pediram aos residentes que façam compras online e que os eventos culturais e desportivos também sejam limitados. Mas os museus vão permanecer abertos na capital catalã, uma das cidades mais visitadas da Europa.

Barcelona, ​​que é a segunda maior cidade de Espanha, com uma população de 1,6 milhão de pessoas, viu o número de casos de coronavírus aumentar em relação à semana passada.

A Espanha relatou o maior salto diário nas infecções por coronavírus em mais de dois meses na quinta-feira, com 580 novos casos registados. A Catalunha e a região vizinha de Aragão lideraram o aumento.

A Espanha foi um dos países mais atingidos da Europa, com mais de 28 mil mortes durante o pico da pandemia. A quarentena nacional foi suspensa a 21 de Junho, mas apareceram em Espanha mais de 170 focos, levando as autoridades regionais a impor uma série de restrições à escala local.  

Be the first to comment

Leave a Reply

Your email address will not be published.


*


This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.