DSAT condena agressão a condutor de autocarro

O condutor de um autocarro foi esta quarta-feira agredido por um passageiro no interior da viatura que conduzia, confirmou esta quinta-feira a Direcção dos Serviços para os Assuntos de Tráfego. O incidente, que ocorreu numa paragem da Avenida do Almirante Lacerda por volta das oito da noite de ontem, é veementemente condenado pelo Governo.

Numa nota de imprensa esta tarde publicada, a Direcção dos Serviços para os Assuntos de Tráfego (DSAT) critica os actos de violência que se registaram e garante que vai colaborar por inteiro na investigação conduzida pelas autoridades policiais.

A DSAT recorda que “ os passageiros não podem, em qualquer situação, impedir o exercício da condução pelos motoristas dos autocarros, sob pena de comprometer a segurança dos passageiros”.

O organismo esclarece ainda que já emitiu instruções para que a operadora de autocarros averigue as responsabilidades legais do alegado agressor. A Direcção dos Serviços para os Assuntos de Tráfego reitera que eventuais gestos que coloquem em risco a segurança e integridade dos condutores constituem também uma ameaça aos próprios condutores da viatura: “(….) Os motoristas de autocarros assumem, no exercício da condução, a responsabilidade de garantir a segurança da vida dos passageiros, devendo ser respeitados durante a prestação dos serviços, principalmente no concernente à salvaguarda da sua segurança pessoal”, esclarece o organismo.

Be the first to comment

Leave a Reply

Your email address will not be published.


*


This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.