Governo que reforço da cooperação regional rumo à unificação nacional

O chefe do Executivo, Ho Iat Seng, anunciou o reforço da cooperação com as regiões vizinhas com o propósito de prevenir o risco de interferência externa e de promover a defesa da “segurança e unificação nacional”.

O líder do Governo explicou a Região Administrativa Especial vai reforçar a “cooperação com as regiões vizinhas na criação de um mecanismo de prevenção e controlo conjunto, aumentando a consciência na prevenção de risco, da interferência externa e de influências negativas”. As palavras de Ho Iat Seng são citadas numa nota de imprensa divulgada pelo Gabinete de Comunicação Social na segunda-feira à noite.

O reforço da cooperação regional, cujo propósito é o de “defender a segurança e a unificação nacional” de forma a garantir a harmonia e a estabilidade social em Macau, foi aventado no âmbito da uma reunião de balanço à participação dos delegados de Macau na sessão plenária da Assembleia Nacional Popular  e da Conferência Consultiva Política do Povo Chinês.

No mesma comunicado, Ho Iat Seng recorda que Macau já aprovou (em 2009) a lei relativa à defesa da segurança do Estado, estabelecida no artigo 23.º da Lei Básica. O artigo tem estado no centro da polémica nos últimos dias em Hong Kong, depois da Assembleia Nacional Popular ter dado luz verde à imposição do projecto de Lei da Segurança Nacional sem que o órgão legislativo de Hong Kong seja consultado.

O Chefe do Executivo deixou claro que o governo local vai continuar a reforçar o primado da lei “de um sistema de gestão e mecanismo de execução aperfeiçoado no âmbito da defesa da segurança nacional”.

Em termos imediatos, o reforço da integração passará pela participação do território “no desenvolvimento nacional” e pela promoção “da construção da Zona de Reforço da Cooperação entre a província de Guangdong e Macau em Hengqin”, ilha que está sob jurisdição directa das autoridades de Zhuha: “A Zona de Reforço de Cooperação entre a Província de Guangdong e Macau em Hengqin serve como um primeiro passo na integração no desenvolvimento nacional”, sublinhou Ho Iat Seng.

O projecto constitui um primeiro impulso para a construção da Grande Baía Guangdong-Hong Kong-Macau, projecto delineado por Pequim com o objectivo de transformar o sul da China na área metropolitana com o PIB mais elevado do planeta.

Be the first to comment

Leave a Reply

Your email address will not be published.


*


This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.