Estância turística de David Chow em Cabo Verde construída por fases

O grupo Macau Legend, que está a construir uma estância turística com casino no Ilhéu de Santa Maria, na cidade da Praia, vai implementar o projecto por fases. A empresa liderada por David Chow Kam Fai garantiu um investimento inicial de 90 milhões de euros, quase um terço do que deverá custar a empreitada.

O projecto foi alvo de uma adenda ao nível do acordo anterior entre o grupo Macau Legend e o Governo de Cabo Verde, conforme um despacho publicado em Abril em Boletim Oficial, à qual a agência Lusa teve esta sexta-feira acesso.

De acordo com o jornal cabo-verdiano “A Nação”, a opção pela construção do empreendimento por fases estará relacionado com o pedido de licenciamento do Banco Sino-Atlântico.

Em Fevereiro de 2018, David Chow anunciou ter submetido ao banco central cabo-verdiano (BCV) o pedido de autorização para a criação de um banco em Cabo Verde, cuja decisão ainda não é conhecida.

Em 2015, David Chow, empresário luso-chinês com investimentos nos sectores do turismo, do entretenimento e da indústria do jogo no território, assinou com o Governo cabo-verdiano um acordo para a construção de um empreendimento turístico na praia da Gamboa e no Ilhéu de Santa Maria, cuja primeira pedra foi lançada em Fevereiro de 2016.

Trata-se do maior empreendimento turístico de Cabo Verde, com um investimento previsto de 250 milhões de euros, cerca de 15 por cento do Produto Interno Bruto (PIB) nacional. O projecto implica a construção de uma estância turística no Ilhéu de Santa Maria, situado defronte da cidade da Praia, que cobrirá uma área de 152.700 metros quadrados. Com a estância materializa-se também o primeiro casino de Cabo Verde.

David Chow recebeu uma licença de 25 anos do Governo de Cabo Verde, 15 dos quais em regime de exclusividade na Ilha de Santiago. Esta concessão de jogo custou à CV Entertaiment Co, subsidiária da Macau Legend, o equivalente a cerca de 1,2 milhões de euros.

A promotora recebeu também uma licença especial para explorar, em exclusividade, o jogo ‘online’ em todo o país, bem como o mercado de apostas desportivas durante 10 anos.

A obra, que inclui um edifício de grandes dimensões frente ao mar, onde funcionará um casino e um hotel, provocou críticas e despertou a curiosidade dos transeuntes que nos últimos três anos se habituaram aos taipais com carateres chineses e ao prédio, recentemente pintado.

Contudo, a minuta de adenda ao acordo entre a empresa e o Governo cabo-verdiano, publicada em 8 de Abril no Boletim Oficial de Cabo Verde, refere que, “considerando que, face à evolução da envolvente nacional do empreendimento nos últimos dois anos, o promotor sugeriu, e o Governo entendeu aceitar, uma proposta de realização do projecto de investimento por fases”.

Assim, nesta primeira fase do projecto, que deverá estar concluída dentro de 22 meses, serão investidos 90 milhões de euros.

Até lá deverá estar concluída a estrutura actualmente existente no local, a ponte para o ilhéu de Santa Maria, os arranjos paisagísticos associados, o estacionamento e infra-estruturas de apoio, um hotel com ‘boutique casino’, com 250 quartos, uma grande piscina e várias instalações para restaurantes, bares e estabelecimentos comerciais, de acordo com o mesmo documento.

A minuta refere que “as demais fases do projeto ficam sujeitas às condições de mercado e às novas políticas adotadas pelo Governo de Cabo Verde, visando o benefício mútuo”.

As outras fases do projeto “serão apresentadas para apreciação pelo Governo de Cabo Verde, após a conclusão da primeira fase”, prossegue o documento.

Be the first to comment

Leave a Reply

Your email address will not be published.


*


This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.