Mostra sobre segurança nacional atraiu quase 22 mil visitantes

A Exposição de Educação sobre a Segurança Nacional que está patente no Museu das Ofertas sobre a Transferência de Soberania  recebeu em menos de um mês 21.940 visitantes, anunciaram esta segunda-feira as autoridades do território.

A mostra organizada pelo Governo de Macau e pelo gabinete de ligação do Governo central da República Popular da China no território abriu ao público em 15 de Abril e, “devido à sua importância e valor, atraiu muitas pessoas, membros de associações cívicas e jovens, com as escolas a organizarem visitas de estudo”, pode ler-se no comunicado.

Na cerimónia de inauguração da exposição que termina a 15 de Maio, o chefe do Governo de Macau, Chui Sai On, sublinhou que “a defesa da segurança nacional é uma responsabilidade constitucional”. O líder do Governo lembrou ainda que para o território “existe somente o dever para com ‘Um País’, sem distinção dos ‘Dois sistemas’”.

Em pouco mais de um ano, Macau decidiu investir no reforço da videovigilância, na lei da cibersegurança (para proteger operadores de infra-estruturas críticas e garantir a segurança pública e ordem pública), na lei da utilização e proteção da bandeira, emblema e hino chineses (que prevê penas de até três anos de prisão a quem pública e intencionalmente ultrajar os símbolos e representações do país) e a lei de bases da protecção civil, na qual o crime de falso alarme social pode também resultar em três anos de cadeia.

No sábado, a guarnição do Exército de Libertação do Povo Chinês estacionada no território e a Direção dos Serviços de Educação e Juventude promovem uma actividade de formação sobre o içar da bandeira nacional destinada aos alunos do ensino secundário.

Após mais de 400 anos sob administração portuguesa, Macau passou a ser uma Região Administrativa Especial da China a 20 de Dezembro de 1999, com um elevado grau de autonomia acordado durante um período de 50 anos.

Be the first to comment

Leave a Reply

Your email address will not be published.


*


This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.