Reserva Financeira: Rendimentos de 22,07 mil milhões em 2017

No final do ano passado os activos totais da Reserva Financeira rondavam os 490 mil milhões de dólares, de acordo com a Autoridade Monetária.

A taxa de retorno dos investimentos feitos pelo Governo foram os mais elevados desde que a Reserva Financeira foi criada, em Fevereiro de 2012. No final de Dezembro, o mecanismo abrangia capitais avaliados em 490 mil milhões de patacas, de acordo com a Autoridade Monetária.

Em 2017, os proveitos dos investimentos financeiros conduzidos pelas autoridades locais ascenderam a 22,07 mil milhões de patacas, correspondendo a uma margem de lucro anual de cerca de 4,8 por cento, de acordo com dados divulgados pela Autoridade Monetária e Cambial de Macau (AMCM).
No final de Dezembro último, a Reserva Financeira abrangia capitais avaliados em 490 mil milhões de patacas, em termos de estimativa preliminar, um aumento de 11,7 por cento em comparação com 2016. Em termos específicos, a reserva básica representava no final do ano passado 127,9 mil milhões de patacas e a reserva extraordinária 362,1 mil milhões de patacas.
Em 2017, “a diversificação dos activos da carteira foi reforçada de forma gradual, a cobertura dos investimentos foi estendida adequadamente, permitindo que os valores dos rendimentos e a taxa de rentabilidade anual passassem para o nível mais elevado dos últimos anos”, referiu a Autoridade Monetária de Macau no comunicado.
A reserva financeira de Macau foi criada há seis anos, em Fevereiro de 2012.
A taxa de rentabilidade dos investimentos públicos do território foi de 0,8 por cento em 2016, ou seja, a segunda mais baixa de sempre depois de a rentabilidade ter sido de 1,4 por cento, 3 por cento, 2 por cento e 0,7 por cento, respectivamente, em 2012 (entre Fevereiro e Dezembro), 2013, 2014 e 2015.

Be the first to comment

Leave a Reply

Your email address will not be published.


*


This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.