Um em cada dez espanhóis contraiu Covid-19, diz novo estudo

Cerca de 10 por cento  da população espanhola, aproximadamente 4,7 milhões de pessoas, foram infectadas pelo novo coronavírus desde que a pandemia teve início, de acordo com um novo estudo sorológico apresentado esta terça-feira pelo governo.

O número divulgado pelo estudo – o quarto deste tipo na Espanha – aponta para um número de infectados bem superior aos mais de 3 milhões citados em 23 de Outubro pelo presidente do governo, Pedro Sánchez.

Da mesma forma, o número supera em muito o balanço oficial de casos diagnosticados desde o início da pandemia, de 1,76 milhão, segundo o Ministério da Saúde.

As conclusões do estudo indicam que “a prevalência global de anticorpos IgG contra SARS-CoV-2” é de 9,9 por cento.

Isso significa que “uma em cada dez pessoas na Espanha teria sido infectada pelo coronavírus desde o início da pandemia”, afirma o Ministério da Saúde em um comunicado. Participaram do trabalho de campo um total de 51.409 pessoas, entre 16 e 29 de Novembro.

O impacto da epidemia tem sido desigual em todo o país, com maior soroprevalência em Madrid (18 por cento), Barcelona, Navarra (norte) e na província de Saragoça (nordeste).

Por outro lado, existem áreas onde a soroprevalência não chega a 5 por cento, como as Ilhas Canárias ou Valência.

Marina Pollán, coordenadora do estudo, destacou em conferência de imprensa que se observa uma “alta prevalência” em profissionais de saúde (quase 17 por cento no acumulado), mulheres que cuidam de idosos (16 por cento) e  trabalhadores das limpezas (quase 14 por cento).

Da mesma forma, a soroprevalência é maior entre os estrangeiros, 13 por cento.

A Espanha é um dos países que mais sofreu com a pandemia, com 1,76 milhão de casos diagnosticados e 48.401 mortes, de acordo com o balanço oficial.

O governo espera poder começar a aplicar as primeiras vacinas já no início do ano, confiando que a Agência Europeia de Medicamentos aprovará o imunizante da Pfizer-BioNTech na reunião de 21 de de Dezembro.

Be the first to comment

Leave a Reply

Your email address will not be published.


*


This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.