Singapura autoriza venda de carne de frango artificial

A carne artificial de frango poderá ser oferecida dentro em breve em restaurantes de Singapura, depois de as autoridades locais terem dado sinal verde para a proposta, “uma inovação mundial”, de acordo com a empresa americana que criou o projecto.

A Eat Just, que trabalha com a ideia de carne de laboratório produzida a partir de células animais, anunciou que os seus pedaços de frango foram autorizados para venda pela agência de segurança alimentar da cidade-estado do Sudeste Asiático.

Este é “um avanço para a indústria alimentícia mundial”, destaca a empresa num comunicado, numa altura em que muitas companhias do sector procuram formas de produzir carne com menor impacto ambiental: “A Eat Just apresentou um pedido de verificação”, confirmou a agência de segurança alimentar de Singapura, esta quarta-feira.

O seu produto “foi declarado próprio para consumo nas quantidades fornecidas e foi autorizado para venda em Singapura como ingrediente dos ‘nuggets’ Eat Just”, acrescentou a agência.

O consumo de carne no mundo deve aumentar 70 por cento até 2050 e, segundo os cientistas, a tendência é uma das causas das mudanças climáticas.

A carne artificial pode ser uma resposta ao aumento da procura, defende a Eat Just. Dezenas de empresas estão a trabalhar em projectos de carne artificial em todo mundo, mas a produção até agora tem sido experimental.

A Eat Just afirmou ter produzido mais de 20 lotes de carne de frango artificial em biorreactores de 1.200 litros antes de submeter a sua produção a testes de qualidade e segurança.

Be the first to comment

Leave a Reply

Your email address will not be published.


*


This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.