Covid-19. Sinopharma estende testes de eventual vacina ao Bahrein

A farmacêutica estatal chinesa Sinopharm deu esta segunda-feira o pontapé de saída da terceira fase de testes de uma eventual vacina contra a Covid-19 no Bahrein, depois de ter iniciado ensaios clínicos similares nos Emirados Árabes Unidos no mês passado. A informação foi avançada pelo Ministério da Saúde do Bahrein.

Os testes em humanos, iniciados na capital dos Emirados Árabes, Abu Dhabi, em meados de Julho, são o fruto de uma parceria entre a China National Biotec Group (CNBG) da Sinopharm e a empresa de inteligência artificial e computação em nuvem sediada em Abu Dhabi, Group 42 (G42).
O Director Executivo do epartamento de Saúde do G42, Ashish Koshy, disse que o alargamento dos testes para a pequena ilha do Bahrein elevará o número de participantes para um patamar similar aos testes conduzidos em nações com populações muito maiores. O estudo, que usa uma vacina inatcivada, terá por bases cerca de 6.000 cidadãos e residentes do Bahrein que se voluntariaram ao longo de um período de 12 meses, disse o Ministério da Saúde.
Nenhuma vacina contra o Covid-19 foi aprovada, até ao momento, para uso comercial. O teste nos Emirados Árabes, que para além de Abu Dhabi abrangeu ainda residentes do emirado de Sharjah, chegou, na quinta-feira, a 5.000 voluntários vacinados, de acordo com um comunicado conjunto dos organizadores do teste. O Bahrein, com uma população de um milhão e meio de moradores, registou mais de 44.000 casos do novo coronavírus e 162 mortes.

Be the first to comment

Leave a Reply

Your email address will not be published.


*


This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.