China confirma novos casos de misteriosa pneumonia viral

A República Popular da China confirmou esta sexta-feira novos casos de uma misteriosa pneumonia viral que está a suscitar o receio que a SARS, a síndrome respiratória aguda grave que matou dezenas de pessoas no país há uma década, possa estar de volta.

Os 44 casos – inicialmente foram anunciados 27 na terça-feira – incluem 11 casos graves, afirma um comunicado divulgado pela Comissão de Saúde da cidade de Wuhan, capital da província de Hubei.

“Os sinais vitais dos demais pacientes são, em geral, estáveis”, afirma a nota de imprensa.

As autoridades ainda estão a tentar identificar a causa das infecções, mas descartaram até o momento “a gripe, a gripe aviária, a infecção por adenovírus e outras enfermidades respiratórias comuns”. A síndrome respiratória aguda grave (SARS, na sigla em inglês) é provocada por coronavírus.

O anúncio dos primeiros casos esta semana provocou receios de que se possa estar perante uma nova onda de SARS. A polícia de Wuhan anunciou na quarta-feira multas a oito pessoas que “publicaram ou divulgaram informações falsas na internet sem verificação”.

Todos os pacientes estão a receber tratamento em condições de isolamento, de acordo com as autoridades de saúde, que destacaram que não existem provas evidentes de transmissão de ser humano para ser humano.

Em 2003, quando ocorreu a crise da SARS, a Organização Mundial da Saúde (OMS) criticou a República Popular da China por não divulgar o número real de casos. Naquele ano, a síndrome matou 349 pessoas na China continental e 299 na vizinha Região Administrativa Especial de Hong Kong.

Be the first to comment

Leave a Reply

Your email address will not be published.


*


This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.