Cidadãos portugueses que visitem Hainão isentos de visto

Portugal e Brasil são dois dos 59 países cujos cidadãos vão poder passar a entrar em Hainão sem que seja necessário solicitar visto com antecedência. A normativa que torna a ilha na mais aberta das províncias chinesas foi hoje publicada pelo Governo Central.

A ilha de Hainão, situada ao largo da vizinha província continental de Guangdong, vai autorizar estadas turísticas até um mês sem necessidade de visto para cidadãos oriundos de 59 países, incluindo Portugal e Brasil, informaram esta quarta-feira as autoridades chinesas.

A medida entra em vigor no próximo mês e converte Hainão na província chinesa mais aberta ao turismo estrangeiro, a par das Regiões Administrativas de Macau e de Hong Kong, que são autónomas em termos fronteiriços.

Até agora, Hainão dava isenção de visto, para estadias de entre 15 e 21 dias, a turistas oriundos de 26 países, mas apenas para viagens em grupo. Os novos regulamentos excluem a última regra.

Cidadãos de Espanha, Reino Unido, Estados Unidos da América, Canadá, França ou Rússia são também beneficiados pela normativa.

O anúncio surge uma semana depois de o Presidente chinês, Xi Jinping, ter visitado Hainão, onde participou no Fórum Económico Boao e supervisionou uma revista militar em águas próximas do Mar do Sul da China, região onde o país mantém várias disputas territoriais com países vizinhos.

O Governo chinês anunciou ainda planos para converter a ilha numa ampla zona de livre comércio, que acolherá sedes de grandes empresas estrangeiras.

Hainão, que até há poucas décadas vivia da pesca e agricultura, converteu-se nos últimos anos num dos principais destinos turísticos do país. Pequim e Xangai têm já políticas de isenção de visto, mas por um período máximo de 72 horas.

 

Be the first to comment

Leave a Reply

Your email address will not be published.


*


This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.