Macau e Siem Reap reforçam cooperação

A província cambojana onde está situado o complexo de templos de Angkor Wat assinou um memorando de entendimento com a RAEM na área do turismo, da cultura e do comércio. Em 2017, a região recebeu cinco milhões e meio de turistas.

O Governo de Macau assinou esta terça-feira um memorando de entendimento com a província cambojana de Siem Reap. O acordo tem por propósito reforçar a cooperação no turismo, cultura e comércio, entre outras, indicou o Executivo num comunicado oficial.

Os objectivos deste entendimento bilateral são o reforço da colaboração nas “áreas do turismo, cultura, comércio, educação, ciência e tecnologia, protecção ambiental e preservação de património cultural”, acrescentou.

Já em 2016 Macau e a província de Siem Reap tinham assinado um outro acordo, desta vez na área de formação turística.

A província de Siem Reap acolheu em 2017 cerca de 5,5 milhões de turistas, a maioria dos quais oriundos da República Popular da China. O complexo de templos de Angkor Wat é a grande atracção daquela província cambojana.

O memorando foi assinado pelo chefe do executivo de Macau, Chui Sai On, e pelo governador da província de Siem Reap, Khim Bunsong. O comissário do Ministério dos Negócios Estrangeiros da China na Região Administrativa Especial de Macau, Ye Dado, e alguns membros do Governo de Macau estiveram presentes na cerimónia, bem como vários responsáveis cambojanos.

Be the first to comment

Leave a Reply

Your email address will not be published.


*


This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.