Empregada doméstica dá-se como culpada em caso de roubo

A mulher, de 31 anos, terá alegadamente furtado dinheiro e jóias no valor de 16 mil dólares norte-americanos. A ocorrência remonta a Março do ano passado, de acordo com o Ou Mun Iat Pou.

Uma cidadã vietnamita, de 31 anos, deu-se na quarta-feira como culpada no âmbito de um processo judicial que decorre no Tribunal Judicial de Base e em que a arguida responde por roubo agravado.
A mulher foi detida pela polícia em Março do ano passado, depois do seu patrão ter dado pela falta de bens avaliados em mais de 16 mil dólares norte-americano. Os acontecimentos remontam a Março do anos passado e ocorreram num apartamento da Rua do Patane.
Entre os bens furtados estava uma quantia indiscriminada de dinheiro e duas peças de joalharia, de acordo com o jornal Ou Mun Iat Pou. A polícia deslocou-se ao local do crime, tendo encontrado o dinheiro escondido por detrás de uma máquina de secar roupa que se encontraava na varanda. A arguida, que trabalhava para o casal defraudade há há quatro anos, não marcou presença na sessão inaugural do julgamento, que arrancou est quarta-feira no TJB. A ausência da mulher não foi justificada por parte da equipa de magistrados responsável pelo processo.
De acordo com una declaração da suspeita lida em Tribunal, a mulher sucumbiu à cobiça, depois de ter descoberto uma larga quantidade de dinheiro escondida no apartamente. Apesar de ter roubado o dinheiro, a mulher diz que estava com medo de o gastar, tendo voltado a esconder a quantia.
A arguida negou, no entanto, que tenha furtado as duas peças de joalharia, garantindo desconhecer o actual paradeiro das valiosas jóias.

Be the first to comment

Leave a Reply

Your email address will not be published.


*


This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.