Uma noite para a história. Benfica estreou-se com vitória na AFC

O Benfica de Macau entrou com o pé direito na fase de grupos da Taça da Confederação Asiática de Futebol. A formação encarnada derrotou esta quarta-feira, no Estádio da Taipa, a formação formosina do Hang Yuen, por três bolas a duas, depois de ter estado a perder por 2-0.

Uma segunda parte irrepreensível, uma claque incansável e uma noite para mais tarde recordar. O Benfica de Macau dificilmente poderia ter ambicionado uma estreia mais promissora na fase de grupos das competições asiáticas de futebol. Os tetracampeões do território estrearam-se esta quarta-feira na Taça da Confederação Asiática de Futebol, com um triunfo frente ao Hang Yuen Football Club, de Taiwan, depois de terem estado a perder por duas bolas a zero.
O Estádio Olímpico de Macau engalanou-se para receber a segunda principal competição de futebol do continente asiático, as bancadas encheram-se com bem mais gente do que é habitual e só o nervosismo inicial com que o onze encarnado se apresentou em campo ameaçou azedar a festa.
Pouco habituados a competições da magnitude da Taça da Confederação Asiática de Futebol, os jogadores encarnados cometeram alguns erros e a formação adversária, que também se estreava na competição, fez o que lhe competia. Chen Ching-hsuan esteve em evidência nos primeiros 45 minutos, ao marcar por duas ocasiões, construindo o resultado com que as duas equipas recolheram ao balneário no Estádio da Taipa. Chen marcou de cabeça o primeiro golo do desafio, aos 19 minutos, na sequência de um bom cruzamento de Lin Shi-kai.
O segundo golo do onze visitante surgiu um quarto de hora depois, aos 34 minutos, com o dianteiro formosino a responder da melhor forma a uma assistência de Hsu Yi e a bater Baptista pela segunda vez com um remate de pé esquerdo.

Leonel Fernandes foi a grande figura do encontro, ao marcar dois dos três golos com que o Benfica derrotou o Hang Yuen.

 

Lesionado, Nicholas Torrão cedeu o lugar a David Tetteh a seis minutos do intervalo e o Benfica regressou ao balneário numa situação com tanto de peculiar, como de difícil.
A paragem teve, no entanto, o condão de colocar o encontro em perspectiva e de serenar a ânsia dos jogadores encarnados e foi um Benfica transfigurado, aquele que se apresentou em campo, no Estádio da Taipa, para a etapa complementar do desafio.Os tetracampeões do território começaram a construir a reviravolta nos primeiros minutos da segunda parte, com o central Nguema a marcar aos 49 minutos. A figura do encontro acabou por ser, no entanto, o avaançado Leonel Fernandes, com golos marcados aos 61 e aos 64 minutos.
No final do encontro, o treinador do Benfica, Bernardo Tavares, qualificou como histórico o triunfo frente ao Hang Yeun, ainda que o nervosismo inicial demonstrado pelos jogadores encarnados quase tenha comprometido o resultado: “Na primeira parte, beneficiamos de cinco oportunidades, contra três deles. Nós falhamos as cinco. Eles aproveitaram duas”, explicou o técnico. “O primeiro golo tirou todo o nervosismo que maculou a performance da equipa numa ou noutra jogada na primeira parte e a prova disso está na eficácia que demonstramos no segundo tempo e que mostra que a nossa equipa tem qualidade, tem muita raça e muito valor”, defendeu Tavares.
O Benfica de Macau volta a entrar em campo para as competições asiáticas de futebol na próxima quarta-feira, na Coreia do Norte. O onze encarnado vai defrontar o Hwaebul, clube fundado em 2013 pelo líder norte-coreano, Kim Jong-un. O próximo adversário dos campeões do território empatou ontem sem golos frente aos também norte-coreanos do April 25.

Be the first to comment

Leave a Reply

Your email address will not be published.


*


This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.