Covid-19. China confina cidade junto à fronteira com o Myanmar

Os 210.000 habitantes da cidade chinesa de Ruili, na província de Yunnan, junto à fronteira com Myanmar, foram confinados após a detecção de três casos locais de covid-19, anunciaram esta terça-feira o Governo de Pequim.

Todos os residentes da cidade devem permanecer em casa e vão ser submetidos, ao longo dos próximos dias, a testes de despistagem do novo coronavírus. Os estabelecimentos comerciais receberam ordem de encerramento, à excepção dos supermercados, dos armazéns de distribuição de alimentos e das farmácias.

Os pacientes que foram diagnosticados com Covid-19 chegaram à cidade procedentes do Myanmar, de acordo com a autarquia local, que prometeu mão dura para quem atravessar ilegalmente a fronteira.

Ruili está separada por um rio da localidade birmanesa de Muse, conhecida pelos seus casinos e por ser um local de tráfico de armas e de drogas.

Nos últimos meses, a China registou vários focos de contágio, um deles em Pequim, que foram rapidamente controlados com medidas de confinamento, identificação dos casos e dos contactos, além de quarentenas individuais.

O ministério chinês da Saúde anunciou esta terça-feira que diagnosticou oito casos adicionais de covid-19 no país, todos procedentes do exterior.

Be the first to comment

Leave a Reply

Your email address will not be published.


*


This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.