Prisão preventiva para suspeitos de agiotagem e homicídio

Um juiz de instrução criminal determinou esta segunda-feira a prisão preventiva dos três cidadãos da República Popular da China suspeitos de sequestrar e matar um apostador, de 40 anos, a quem tinham emprestado mais de 50 mil patacas.

Num comunicado emitido esta segunda-feira, o Ministério Público afirma que há “fortes indícios” da prática dos crimes de sequestro agravado, usura e associação criminosa por parte dos três arguidos. Os três enfrentam uma pena de prisão de até quinze anos de prisão. Entre os detidos está um homem que terá sido expulso do território em Maio último por suspeita de envolvimento numa rede agiotagem.

Os arguidos são suspeitos de encarcerar, numa pensão da Avenida da Praia Grande, um apostador da República Popular da China a quem emprestaram 50 mil dólares de Hong Kong.

Incapaz de saldar a dívida,  o homem terá sido espancado até à morte pelos suspeitos.

Be the first to comment

Leave a Reply

Your email address will not be published.


*


This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.