Sulawesi. Zonas devastadas por maremoto desinfectadas por helicópteros

Os aparelhos aspergiram líquido desinfectante sobre várias zonas da cidade de Palu, destruída a 28 de Setembro por um terremoto seguido de um tsunami. Os desastres naturais provocaram a morte a mais de 2100 pessoas, mas as autoridades indonésias acreditam que mais de cinco mil pessoas poderão ter ficado sepultados sob os escombros.

Vários helicópteros lançaram esta quinta-feira líquido desinfectante sobre várias zonas de Palu, cidade indonésia devastada por uma série de desastrs naturais e onde milhares de pessoas terão ficado sepultadas sob os escombros.

Um sismo de magnitude 7,5 seguido de um tsunami destruiu a 28 de Setembro bairros inteiros daquela cidade na ilha de Sulawesi.

As autoridades indonésias encontraram mais de 2.100 corpos após a catástrofe, mas temem que até 5.000 vítimas tenham desaparecido sob os escombros dos bairros de Balaroa, Petobo e Jono Oge, que se afundaram literalmente quando os abalos telúricos transformaram o solo em areia movediça, um processo conhecido como liquefação.

“O grande número de vítimas que pensamos estarem enterradas sob os escombros levou-nos a tomar estas medidas preventivas”, explicou o porta-voz da agência indonésia de resposta a catástrofes, Sutopo Purwo Nugroho, num comunicado.

As comunidades locais irão decidir sobre o destino daquelas “áreas de luto”, que poderão tornar-se parques ou receber monumentos para homenagear os milhares de desaparecidos.

Be the first to comment

Leave a Reply

Your email address will not be published.


*


This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.