Fórum e Universidade Cidade de Macau assinam acordo para a formação de quadros bilingues

O memorando, assinado na sexta-feira, prevê que a Universidade Cidade de Macau cria programas académicos com o propósito de ajudar a formar quadros bilingues. A formação de falantes fluentes em português e chinês é um dos objectivos traçados na quinta conferência ministerial do Fórum Macau.

O Fórum para a cooperação económica e comercial entre a China e os Países de Língua Portuguesa e a Universidade Cidade de Macau assinaram um acordo de cooperação no âmbito da formação de quadros bilingues.

De acordo com a secretária-geral do Fórum Macau, Xu Yingzhen, a cooperação bilateral poderá contribuir para a elevação de Macau como plataforma na formação de quadros bilingues em chinês e português, um dos objectivos traçados na quinta conferência ministerial do organismo

Na ocasião, Xu Yingzhen agradeceu à Universidade os colóquios realizados nesta área e a criação do Instituto para a Investigação dos Países de Língua Oficial Portuguesa.

Criado em 2003 por Pequim, o Fórum Macau tem um Secretariado Permanente, reúne-se a nível ministerial a cada três anos e integra, além da secretária-geral, Xu Yingzhen, e de três secretários-gerais adjuntos, oito delegados dos países de língua portuguesa: Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique, Portugal, São Tomé e Príncipe e Timor-Leste.

Em 2017, as trocas comerciais entre Pequim e o mundo lusófono fixaram-se em 117.588 milhões de dólares, verificando-se um crescimento de 29,4 por cento.

Be the first to comment

Leave a Reply

Your email address will not be published.


*


This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.