Pequim não vai tolerar tentativas de secessão

A garantia foi esta manhã reiterada por Xi Jinping, em Pequim. O Chefe de Estado chinês defendeu, no discurso de encerramento da sessão plenária da Assembleia Nacional Popular, que as tentativas de dividir o país estão destinadas ao falhanço.

A República Popular da China não vai tolerar qualquer tentativa de secessão e garante que qualquer tentativa de dividir o país está destinada ao falhanço. A garantia foi esta manhã dada, em Pequim, pelo Presidente chinês Xi Jinping, no encalço do agravar das tensões com Taiwan.
“O povo chinês partilha a crença comum de que nunca será permitido e de que é absolutamente impossível separar um centímetro que seja do território que constitui este grande país que é a China”, disse o Chefe de Estado no discurso de encerramento da reunião plenária da Assembleia Nacional Popular.
Xi Jinping foi no fim de semana reeleito para um segundo mandato no cargo de Chefe de Estado do país, cargo que deverá ocupar pelo menos até 2023. Esta segunda-feira, e já depois de ter votado a continuidade no cargo do primeiro-ministro Li Keqiang, a Assembleia Nacional Popular elegeu quatro novos vice-primeiros ministro e cinco Conselheiros de Estado, dois dos quais foram reconduzidos no cargo.
Han Zheng, Sun Chunlan, Hu Chunhua and Liu He foram esta segunda-feira eleitos para o cargo de vice primeiros-ministro. Os Conselheiros de Estado são Zhao Kezhi e Wang Yong, que voltaram a merecer a confiança da ANP. Wei Fenghe, Wang Yi e Xiao Jie foram eleitos para o cargo pela primeira vez.

Be the first to comment

Leave a Reply

Your email address will not be published.


*


This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.