Segunda Divisão. Casa de Portugal e Consulado anulam-se no Canídromo

As duas formações de matriz portuguesa que disputam o Campeonato de Futebol da Segunda Divisão empataram sem golos, no desafio que abriu a quinta jornada da competição.

As formações do Consulado de Portugal em Macau e Hong Kong e do Organismo Autónomo da Casa de Portugal empataram esta sexta-feira sem golos no campo do Canídromo, no âmbito do encontro que abriu a quinta ronda do Campeonato de Futebol da Segunda Divisão.

Num desafio em que ambas as equipas praticaram um futebol pobre e onde as oportunidades flagrantes de golo não bastaram para encher os dedos de uma mão, o nulo acaba por ser um resultado justo, diz quem assistiu ao encontro. O onze orientado por Pelé foi, ainda assim, a primeira formação a abeirar-se com perigo do último reduto do Consulado. A Casa de Portugal quase surpreendeu o adversário numa saída extemporânea do guarda-redes Jonathan-Graham Lake. Ao grupo de trabalho dirigido por José Rocha Diniz valeu a intervenção atenta do veterano Dédé, que salvou sobre a linha.

O Consulado respondeu na mesma moeda pouco depois, obrigando a defesa da Casa de Portugal a salvar também sobre a linha na sequência de um pontapé de canto. Na segunda-metade, e já na recta final do encontro, Pedro Maia dispôs de uma oportunidade de ouro para garantir o triunfo do onze capitaneado por Vítor Sereno, mas com a baliza praticamente aberta, acabou por rematar por cima.

Be the first to comment

Leave a Reply

Your email address will not be published.


*


This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.