Inovação: Concurso vai levar dois projectos locais a Lisboa

Os responsáveis pelas “start-ups” que vencerem o prémio “Fosun Protechting” num novo concurso de inovação empresarial que vai decorrer até Maio vão poder participar durante três meses, em Lisboa, num programa de aceleração de projectos de inovação. A iniciativa oferece ainda outras oportunidades de desenvolvimento aos jovens locais.

Os dois projectos locais distinguidos com o prémio “Fosun Protechting”, galardão que vai ser atribuído em Maio, vão participar num programa de aceleração de ‘start ups’ durante três meses em Lisboa.
A deslocação à capital portuguesa é um dos três prémios atribuídos em outros tantos concursos de inovação e empreendedorismo para equipas registadas em Macau, anunciou Ngai Lap San, vice-presidente da Parafuturo de Macau e diretor do Centro de Incubação de Empreendimentos de Jovens de Macau.

José Chui Sai Peng é presidente executivo da Parafuturo de Macau.

Além do “Fosun Protechting”, vão ser atribuídos mais dois prémios a equipas de Macau, no valor de dez mil patacas cada: o prémio de Inovação e Empreendedorismo da Parafuturo de Macau (IEEAC), que vai escolher dois projectos para participar no “Pequim, Tianjin e Hebei – Concurso de inovação e empreendedorismo de juventude de Guangdong, Hong Kong e Macau” e o prémio “Competição de Start up Alibaba Cloud”, que também vai selecionar dois vencedores para participar num concurso da Create@Alibaba Cloud (CACSC), a realizar em Hangzhou, a cidade chinesa onde a sede do grupo liderado por Jack Ma está instalada.
Os galardões serão atribuídos no âmbito de um concurso geral de inovação e empreendedorismo e de um Fórum de Tecnologia. Ambas as iniciativas decorrem em Maio e serão impulsionadas pela Parafuturo de Macau. Os dois certames são coorganizados com a Aliança de Educação da Inovação e Empreendedorismo da China, a Fundação Fosun e o Centro de Inovação e Qualidade Alibaba (AIC).
O concurso geral, cujas inscrições permanecem abertas a qualquer participante até 30 de Março, vai atribuir, no dia 15 de Maio, três prémios no valor de 30 mil patacas, 20 mil e dez mil, respectivamente, às três melhores propostas de entre uma dezena e meia seleccionadas por um júri.
A selecção final será feita após uma apresentação de dez minutos, em mandarim ou em inglês, de cada um dos 15 projectos. Das 15 equipas seleccionadas para o concurso final será oferecido, aos projetos com sede local, a entrada no Centro de Incubação de Empreendimentos de Jovens de Macau durante um ano, bem como serviços gratuitos de consultadoria, no valor de cem mil patacas.
Também a 15 de Maio vai decorrer um fórum de tecnologia, em que serão analisados os temas “Desenvolvimento da Tecnologia de Financiamento e Finanças Específicas de Macau” e “Transportes inteligentes e Inteligência Artificial”.
O debate deverá contar com peritos da área financeira e de inteligência artificial da Universidade de Tsinghua, do grupo Fosun, da Alibaba Cloud, bem como representantes do território, indicou o vice-presidente da Associação Promotora das Ciências e Tecnologias de Macau, Yang Zhixin.
As áreas em foco no concurso geral são, entre outras, a temática da cidade inteligente, a inteligência artificial, os transportes inteligentes, a protecção ambiental hipocarbónica, a vida digital, tecnologia financeira e de seguros.
“Espero que através deste concurso seja possível descobrir e seleccionar novos talentos e elites inovadoras, expandir potenciais oportunidades, assistir no estabelecimento de relações entre empreendedores e investidores”, disse o presidente executivo da Parafuturo de Macau, José Chui Sai Peng.
Este concurso, criado com o apoio dos Serviços de Economia do território e do Secretariado Permanente do Fórum para a Cooperação Económica e Comercial entre a China e os Países de Língua Portuguesa, pretende ainda “apoiar os jovens no acesso ao mercado global e estabelecer gradualmente uma plataforma inovadora e diversificada com raízes em Macau, fortemente implantada na área da Grande Baía [Guangdong-Hong Kong-Macau], com ligação entre a China e Portugal”, acrescentou o também deputado.

Be the first to comment

Leave a Reply

Your email address will not be published.


*


This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.