Kequyen Lam foi 113.º classificado nos 15 quilómetros de esqui de fundo

O atleta, nascido em Macau, cortou a linha da meta com quase 21 minutos de atraso face ao vencedor, o suiço Dario Cologna. De origem vietnamita, Lam nasceu no território no auge da crise de refugiados que se seguiu ao fim da guerra do Vietname.

O campo de acolhimento de Ka Ho recebeu centenas de refugiados vietnamitas no final da década de 70 e início da década de 80.

O português Kequyen Lam, atleta de origem vietnamita nascido em Macau, concluíu na sexta-feira a prova de 15 quilómetros estilo livre em esqui de fundo no 113.º posto da classificação. Radicado no Canadá, Kequyen é um dos dois representantes de Portugal nos Jogos Olímpicos de Inverno de 2018, que estão a decorrer em PeyongChang, na Coreia do Sul.

No ano em que se estreou nos Jogos Olímpicos, Lam, de 38 anos, completou a prova em 54.34,1 minutos, necessitando de mais 20.50,2 minutos do que o vencedor, o suíço Dario Cologna. O helvético conquistou a medalha de ouro nesta disciplina pela segunda vez, depois de o ter feito em 2010.

Nascido em Macau e residente no Canadá, Lam foi o porta-estandarte da missão portuguesa na cerimónia de abertura dos Jogos, em que desfilou ao lado do outro representante luso, Arthur Hanse, atleta que compete no esqui alpino.

Para conquistar o ouro, Dario Cologna concluiu os 15 km regulamentares em 33.43,9 minutos, enquanto o norueguês Simen Hegstad Krueger necessitou de mais 18,3 segundos e arrecadou a prata. O russo Denis Spitsov, a participar sob bandeira neutra, ficou a 23 segundos e ganhou a medalha de bronze.

Esta é a quarta medalha de ouo olímpica de Dario Cologna, que em 2014 se sagrou campeão nos 15 km clássico e nos 30 km do esquiatlo.

Be the first to comment

Leave a Reply

Your email address will not be published.


*


This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.