Covid-19. Vacina da Pfizer pode ser menos eficaz contra variante sul-africana

Fotografia: NursingSchoolsNearMe/Creative Commons

Um estudo israelita publicado este domingo na imprensa local mostrou que a variante sul-africana do coronavírus é mais resistente do que a britânica à vacina da Pfizer, embora não tenha especificado o grau de resistência.

A investigação, que ainda não foi revista por pares e se baseou numa amostra de cerca de 800 pessoas, concluiu que a percentagem de casos da estirpe sul-africana em comparação com a estirpe britânica era significativamente mais elevada entre as pessoas que tinham recebido ambas as doses da vacina em comparação com as que só tinham sido inoculadas com uma.

O estudo, realizado por investigadores da principal companhia mútua de seguros de saúde de Israel, a Clalit, juntamente com a Universidade de Telavive, concluiu que entre os doentes infectados no prazo de 14 dias após terem recebido a primeira dose de vacina, menos de 0,5 por cento tinham contraído a estirpe sul-africana do coronavírus. Este número era quase idêntico quando um grupo de controlo do mesmo número de pacientes, de idade semelhante e que não tinham recebido a vacina, foi testado.

O que foi surpreendente é que entre as pessoas que tinham sido infectadas com coronavírus mais de duas semanas após terem recebido a segunda dose da vacina, a percentagem de doentes portadores da estirpe sul-africana era de 5,4% por cento, enquanto que no grupo de controlo de pessoas não vacinadas o valor era de 0,7 por cento: “Isto significa que a variante sul-africana tem a capacidade, em certa medida, de interferir na protecção da vacina”, disse Adi Stern, professora na Escola de Biomedicina da Universidade de Telavive e uma da autoras do estudo.

Os investigadores observaram, no entanto, que estes resultados não permitem determinar em que medida a variante sul-africana é resistente à vacina e que esta estirpe representa apenas 1 por cento dos casos em Israel, onde o estudo foi realizado.

Be the first to comment

Leave a Reply

Your email address will not be published.


*


This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.