Criadores de visons bloqueiam Copenhaga com meio milhar de tractores

Centenas de agricultores e criadores de visons manifestaram-se no sábado em Copenhaga com tratores para protestar contra a decisão do governo de sacrificar milhões de animais para combater uma mutação problemática do novo coronavírus.

Mais de meio milhar de tractores decorados com bandeiras dinamarquesas atravessaram a capital, passando principalmente pela sede do governo e do Parlamento, em Christiansborg, antes de se reunirem no porto.

O governo da primeira-ministra Mette Frederiksen reconheceu que a decisão de sacrificar mais de 15 milhões de visons, criados por casa da sua pele, não tinha uma base legal em relação aos animais não infectados pelo coronavírus, provocando a indignação dos criadores.

O executivo pediu desculpa e o ministro da Agricultura renunciou na quarta-feira. Mas o plano continua a ser o de sacrificar todos os visons por precaução sanitária, através de um projecto de lei que proíbe a sua criação até Janeiro de 2022.

Uma manifestação semelhante, de cerca de 400 tractores, ocorreu este sábado em Aarhus, a segunda maior cidade do país, na Jutlandia, de acordo com organizadores.

É nesta região que se concentra a maior parte das explorações de gado na Dinamarca, que conta com três vezes mais visons que habitantes.

Este pequeno país escandinavo de 5,8 milhões de habitantes é há décadas o principal exportador mundial de peles de vison, destinadas ao mercado das peles que alimenta a indústria da moda.

Be the first to comment

Leave a Reply

Your email address will not be published.


*


This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.