Covid-19. Médicos instam suíços a fazer testamento vital

Médicos suíços lançaram um apelo esta semana com o propósito de convencer as pessoas vulneráveis a complicações da Covid-19 a fazerem o seu testamento vital com antecedência.  O pedido tem por objectivo aliviar a pressão sobre as unidades de cuidados intensivos e atraiu críticas de um grupo de activistas.

A Pro Senectute Schweiz, uma organização direccionada para os idosos, diz que o pedido dos médicos é prematuro e excessivo, mas os médicos insistem que as declarações são necessárias tendo em conta a dolorosa realidade com que estão confrontados as unidades de saúde helvéticas e a necessidade de pacientes graves que adoeçam com Covid-19.

Com os sistemas de saúde pressionados pelo aumento nos números de pacientes infectados, profissionais médicos que trabalham com recursos limitados e unidades de cuidados intensivos sobrelotadas podem, por vezes, enfrentar dilemas agonizantes. Questões éticas sobre o tratamento de pacientes com Covid-19 estiveram na origem de uma revisão de procedimentos pelo governo no Reino Unido, bem como de uma acesa disputa judicial na Alemanha.

Advertindo que a Suíça está com poucos leitos de terapia intensiva, a Sociedade Suíça de Medicina Intensiva (SGI) convidou esta semana os pacientes “especialmente ameaçados”, incluindo pessoas com mais de 60 anos –  ou com problemas de saúde como doenças cardíacas e diabetes – a colocar por escrito os seus desejos, para o caso de o pior acontecer.

“É uma decisão que vai ser útil aos seus próprios familiares, mas também às equipes das Unidades de Cuidados Intensivos, pois elas têm que fazer escolhas para que o tratamento seja feito da melhor maneira possível e de acordo com os desejos de cada paciente”, afirmou a SGI numa nota de imprensa.

A Pro Senectute Schweiz disse que o apelo dos profissionais da medicina intesiva cria uma falsa impressão de urgência  para uma decisão que exige consideração profunda:  “O apelo da SGI  ocorre no contexto de uma situação de emergência absoluta na qual a Suíça ainda não se encontra”, considera o grupo.

O testamento vital é um conjunto de instruções e vontades apresentadas por uma pessoa, especificando que tratamento deseja receber no caso de padecer de uma enfermidade para a qual a medicina actual não dispõe de cura ou tratamento que possibilite ao paciente uma vida saudável física e mentalmente. 

Be the first to comment

Leave a Reply

Your email address will not be published.


*


This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.