Suiça. Portuguesa detida por suspeita de maus tratos sai em liberdade

A cidadã portuguesa que foi detida no início do mês de Setembro por suspeita de infligir maus-tratos a crianças de uma creche de Lugano, na Suiça, saiu esta quinta-feira em liberdade, anunciaram as autoridades helvéticas.

Numa nota de imprensa hoje publicada, o Ministério Público confirma que as duas mulheres suspeitas de agressão – uma cidadã portuguesa, de 41 anos e uma cidadão suiça, de 24 anos – foram libertadas. As autoridades suíças justificaram a libertação com o facto de não existirem fundamentos legais para manter as duas suspeitas em prisão preventiva.

As duas mulheres, que foram detidas a 2 de Setembro, são suspeitas de terem infligido danos corporais simples, agressão e violação do dever de assistência e educação. As suspeitas terão feito uso de gestos súbitos e linguagem inadequada na forma como se relacionaram com as crianças, de acordo com o comunicado de imprensa.

A intervenção policial tinha sido feita na sequência de uma denúncia de maus-tratos pelos pais de vários bebés, que levou a polícia de Lugano a instalar um sistema oculto de vigilância nas instalações para confirmar as suspeitas. Após o interrogatório, ambas foram colocadas em prisão preventiva, pena que cumpriram até esta quarta-feira.

De acordo com a nota de imprensa, a investigação, coordenada pela procuradora pública regional, prossegue, mas as autoridades afirmam que não vão divulgar mais nenhuma informação.

Be the first to comment

Leave a Reply

Your email address will not be published.


*


This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.