Covid-19. China elimina restrições a que estavam sujeitos residentes de Macau

A secretária de Assuntos Sociais e Cultura, Elsie Ao Ieong U, anunciou esta segunda-feira que a partir das 12h00 da próxima quarta-feira, os residentes de Macau vão ser autorizados a entrar na China continental sem terem que se submeter a quarentena. A medida abrange os residentes locais de nacionalidade chinesa que não tenham estado em Hong Kong, em Taiwan e no estrangeiro nos últimos 14 dias.

Para poderem entrar sem restrições na República Popular da China, os residentes do território vão ter ainda que apresentar um teste de ácido nucleico com um diagnóstico negativo à Covid-19 feito nos últimos sete dias.

A medida esta segunda-feira anunciada abrange apenas os residentes locais que possuam autorizações para regressarem ao domicílio, que tenham passaporte chinês ou então documentos de viagem chineses.

Os residentes de Hong Kong que tenham permanecido em Macau 14 dias antes da entrada e que possuam documentos de viagem válidos e o certificado de teste de ácido nucleico necessário também receberam luz verde para entrar na China Continental.

A entrada na China Continental para residentes locais será permitida através das fronteiras terrestres ou por meio de viagens aéreas. A Secretária adiantou esta segunda-feira que as autoridades vão procurar aumentar o número de rotas aéreas disponíveis para a República Popular da China.

Be the first to comment

Leave a Reply

Your email address will not be published.


*


This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.