Juan Carlos I exiliou-se em Abu Dhabi, diz jornal ABC

O antigo rei de Espanha, Juan Carlos I , tem estado hospedado no Hotel Emirates Palace, em Abu Dhabi, desde que saiu da Espanha num avião privado, na segunda-feira, devido a uma escândalo que envolver a Arábia Saudita, disse o jornal ABC, esta sexta-feira.

As autoridades dos Emirados Árabes Unidos e o Hotel Emirates Palace não responderam a pedidos de esclarecimentos formulados pela agência Reuters.

Envolvido em alegações de corrupção, Juan Carlos, 82, anunciou abruptamente a sua decisão de deixar Espanha, na segunda-feira, mas não há ainda confirmação oficial sobre seu paradeiro.

O jornal ABC, visto como próximo da monarquia, escreveu esta sexta-feira que um avião privado que viajava entre Paris e Abu Dhabi fez uma paragem em Vigo, cidade espanhola situada junto à fronteira portuguesa. O avião terá recolhido Juan Carlos, quatro seguranças e uma outra pessoa, na manhã de domingo.

Na chegada ao aeroporto de Al Bateen, em Abu Dhabi, o antigo rei e a sua comitiva voaram de helicóptero para o Hotel Emirates Palace, de acordo com o ABC.

Um porta-voz do palácio disse que não sabia onde se encontra Juan Carlos. O advogado do ex-monarca não respondeu a pedidos de esclarecimentos. Alguns meios de comunicação social especularam que Juan Carlos estaria num resort de luxo na República Dominicana e outros escreveram que o monarca emérite estará em Portugal, onde passou boa parte da sua juventude, mas as autoridades dos dois países dizem que não têm conhecimento da sua chegada.

Em Junho, o Supremo Tribunal de Espanha abriu uma investigação preliminar sobre o envolvimento de Juan Carlos num contrato para a construção de uma linha ferroviária de alta velocidade na Arábia Saudita, depois do jornal suíço La Tribune de Geneve ter publicado informações que davam conta que o monarca teria recebido 100 milhões de dólares do falecido rei da Arábia Saudita. A Suíça também abriu uma investigação.

O  antigo monarca não está formalmente sob investigação e negou-se repetidamente a comentar as alegações.

O advogado disse na segunda-feira que o seu cliente estava à disposição dos investigadores do Ministério Público, apesar de ter optado pelo exílio.

Espanha e Abu Dhabi têm um tratado de extradição, assinado pelo próprio Juan Carlos, em 2010.

Be the first to comment

Leave a Reply

Your email address will not be published.


*


This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.