Liaoning. Duas dezenas de mineiros resgatados com vida

Numa operação a contra-relógio, as autoridades chinesas retiraram esta manhã com vida 23 trabalhadores do interior de uma mina da província de Liaoning. A estrutura foi ontem abalada por uma explosão que vitimou pelo menos onze funcionários.

Um total de 23 trabalhadores foram resgatados com vida após uma explosão numa mina de ferro, na província chinesa de Liaoning, no nordeste do país. O incidente fez pelo menos 11 mortos, de acordo com a imprensa estatal da República Popular da China.

A explosão ocorreu na terça-feira às 16:10 à entrada da exploração mineira, situada na cidade de Benxi. A explosão ocorreu depois de os mineiros atirarem explosivos para o poço da mina, com cerca de mil metros de profundidade, indicou a agência noticiosa oficial Xinhua. A detonação destruiu o sistema de elevadores da mina e deixou 25 mineiros presos, a maioria dos quais foi resgatada durante a madrugada de hoje. As equipas de resgate continuam a tentar localizar os restantes trabalhadores.

Nenhum dos mineiros resgatados corre risco de vida, apesar de cinco deles apresentarem ferimentos graves e estarem a receber tratamento hospitalar, segundo a Xinhua. A agência estatal chinesa citou as autoridades locais.

No ano passado, morreram 375 pessoas em 219 acidentes em minas na República Popular da China, de acordo com os dados oficiais, o que faz das minas chinesas, sobretudo as de carvão, das mais perigosas do mundo.

No início da década passada, o número de mortos em acidentes em minas chinesas chegou a atingir os sete mil por ano. Cerca de dois terços da energia consumida no “gigante” asiático assenta no carvão.

Muitos acidentes ocorrem em depósitos que operam ilegalmente e não colocam em prática medidas de segurança básicas.

Be the first to comment

Leave a Reply

Your email address will not be published.


*


This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.