Economia chinesa deve crescer “cerca de 6,5 por cento” este ano

A estimativa foi hoje avançada em Pequim pelo primeiro-ministro, Li Keqiang. O investimento na defesa, por sua vez, deve crescer 8,1 por cento, mais do que o montante gasto em 2017 com despesas de natureza militar.

O Governo Central prevê que o Produto Interno Bruto (PIB) chinês cresça por volta de 6,5 por cento durante o corrente ano. A inflação deverá aproximar-se dos 3 por cento, de acordo com o relatório anual que o primeiro-ministro Li Keqiang apresenta hoje em Pequim.

O orçamento relativo ao sector da defesa deve crescer este ano 8,1 por cento, o maior crescimento dos últimos anos.

A segunda principal potência económica do planeta fixa a meta do défice fiscal para este ano nos 2,6 por cento do PIB, um valor inferior à estimativa de 3 por cento feita no ano passado. A revisão é a primeira em baixa das expectativas face a este indicador desde 2012.
No que diz respeito ao orçamento para o sector da defesa, o segundo maior do mundo, a seguir ao dos Estados Unidos, deverá crescer este ano 8,1 por cento, um ritmo de crescimento significativamente superior ao do ano passado.
Esta taxa de crescimento, mais elevada que em 2017 (+7 por cento), foi anunciada pelo Governo chinês num relatório divulgado pouco antes da abertura da sessão anual do parlamento. O orçamento atinge os 175 mil milhões de dólares, de acordo com informações divulgadas pela agência noticiosa Xinhua.
A República Popular da China gastou em 2017 um total de 151 mil milhões de dólares com as suas Forças Armadas, de acordo com um recente relatório do Instituto Internacional para os Estudos Estratégicos (IISS), um organismo especializado sediado em Londres. O valor é quatro vezes inferior ao gasto pelos Estados Unidos, que investiram no sector 603 mil milhões de dólares.
Pequim aumenta a despesa com a Defesa desde há mais de 30 anos para compensar o seu atraso em relação aos exércitos ocidentais. O aumento anual atingiu quase 18 por cento no final dos anos 2000 e, nos últimos anos, a taxa de crescimento do orçamento militar é mais ou menos coordenada com a do PIB, que foi de 6,9 por cento no ano passado.

Be the first to comment

Leave a Reply

Your email address will not be published.


*


This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.