Comércio externo com alta de 31 por cento em Janeiro

As transacções de natureza comercial com origem ou destino no território mobilizaram 9,65 mil milhões de patacas no primeiro mês do ano. O valor afecta às importações cresceu 31,9 por cento, de acordo com a DSEC.

No mês de Janeiro, o valor total do comércio externo de mercadorias da RAEM subiu 31 por cento em termos anuais homólogos, para 9,65 mil milhões de patacas.
De acordo com a Direção dos Serviços de Estatística e Censos (DSEC), no primeiro mês do ano exportaram-se 1,23 mil milhões de patacas em mercadorias, mais 26 por cento do que em Janeiro de 2017.
No mês em análise, o valor da reexportação cresceu 34,8 por cento para 1,08 mil milhões de patacas, tendo sido registado também um aumento nas importações de 31,9% – 8,43 mil milhões de patacas – em termos anuais.
As exportações para a República Popular da China atingiram, em Janeiro passado, 214 milhões de patacas, mais 92,4 por cento em termos anuais. O valor das exportações para as nove províncias do Grande Delta do Rio das Pérolas, representou 99 por cento do total das exportações para o Continente, tendo crescido 112,1 por cento face ao primeiro mês do ano passado.
De um mesmo modo, as vendas para a vizinha Região Administrativa Especial de Hong Kong, no valor de 810 milhões de patacas, registaram, no primeiro mês do ano, uma subida de 26 por cento, ao passo que os valores exportados para os Estados Unidos (15 milhões de patacas) e para a União Europeia (13 milhões de patacas) desceram 30,8 por cento e 39,7 por cento, respectivamente, em termos anuais homólogos.
Em Janeiro, as importações da China continental (3,07 mil milhões de patacas) e da União Europeia subiram 34,8 por cento e 16,7 por cento, respectivamente, em relação ao período homólogo de 2017. Para os países de língua portuguesa, o valor importado de mercadorias cresceu, em Janeiro último, 17,4 por cento para os 72 milhões de patacas.
O défice da balança comercial foi, em Janeiro, de 7,20 mil milhões de patacas, de acordo com a DSEC.

Be the first to comment

Leave a Reply

Your email address will not be published.


*


This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.