Caxemira: Investida paquistanesa mata cinco soldados indianos

O Paquistão destruiu um posto fronteiriço do exército indiano em retaliação contra o ataque desferido por um franco-atirador contra um autocarro escolar que circulava na parte paquistanesa da Caxemira. A investida do exército paquistanês vitimou cinco soldados indianos.

O Exército do Paquistão anunciou esta sexta-feira que matou cinco soldados indianos ao destruir o posto fronteiriço que ocupavam na região de Caxemira. A investida das forças de Islamabad materializou-se depois de um atirador indiano ter atingido uma viatura escolar, vitimando o motorista do veículo.

Asif Ghafoor, porta-voz do exército paquistanês, afirmou que o posto destruído estava localizado nas imediações de Tattapani. O responsável garantiu ainda que o que qualificou como “ terrorismo indiano contra cidadãos inocentes” terá a resposta adequada.

O ataque desferido pelas forças paquistanesas contra um posto fronteiriço indiano custou a vida a cinco soldados.

O anúncio da investida foi feito horas depois de o Paquistão ter pedido explicações a Nova Deli, depois de um atirador indiano ter atingido uma viatura na parte paquistanesa de Caxemira e matado o seu condutor.

O Exército da Índia, por sua vez, negou a acusação feita pelo Paquistão, garantindo não ter ocorrido nenhuma violação do cessar-fogo.

De maioria muçulmana, o território da Caxemira é reclamado pelo Paquistão e pela União Indiana.

Vários grupos armados lutam pela independência de Caxemira ou pela integração da região no Paquistão. Os confrontos em Caxemira contra as autoridades de Nova Deli fizeram mais de 70 mil vítimas desde 1989. A Índia acusa o Paquistão de fornecer armas e treinar os combatentes das organizações terroristas que actuam na zona.

Be the first to comment

Leave a Reply

Your email address will not be published.


*


This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.