Mercedes chama vinte mil veículos à revisão

A descoberta de defeitos nos cintos de segurança que equipam vários modelos fabricados pela construtora alemã está na origem da decisão. As revisões, que não acarretam qualquer custo para os proprietários, têm início a 9 de Março.

A Mercedes-Benz e a Beijing Benz-Automotive – a joint-venture que o fabricante autómovel alemão criou na República Popular da China – vão chamar à revisão no Continente um total de 20 779 viaturas. Na origem da decisão está à descoberta de defeitos nos cintos de segurança que equipam os modelos em causa, informaram esta quarta-feira os responsáveis pela administração estatal de controlo de qualidade.

Na origem da decisão estão defeitos detectados nos cintos de segurança que servem alguns dos modelos do fabricante alemão.

A Beijing Benz Automotive será responsável por operar a revisão de um total de 18.893 automóveis Classe C e GLC, fabricados entre Outubro de 2016 e Fevereiro do ano passado, detalhou a Administração-Geral de Supervisão da Qualidade, Inspecção e Quarentena do país, citada pela televisão estatal CCTV.

Já a Mercedes-Benz China propriamente dita fará a revisão de 1.886 automóveis desportivos Classe S, Classe C e GLC que foram importados para o país e que foram fabricados entre Julho e Dezembro de 2016.

As autoridades chinesas explicam que os cintos de segurança podiam não funcionar em caso de acidente, o que supõe um risco para a segurança do condutor. As revisões, conduzidas sem qualquer custo para os proprietários, arrancam a 9 de Março.

Be the first to comment

Leave a Reply

Your email address will not be published.


*


This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.