Portugal. TAP planeia cortes salariais e despedimentos para sobreviver à pandemia

A TAP, companhia aérea de bandeira de Portugal, está a finalizar um plano de reestruturação para sobreviver à pandemia que prevê uma redução de 25 por cento dos salários e o despedimento de cerca de 750 trabalhadores, de acordo com o sindicato maioritário do sector, após uma reunião com a empresa.

O objectivo da empresa de reduzir os custos centra-se na redução dos salários de todo o grupo em 25 por cento, e numa “onda de despedimentos”, tal como definido pelo SNPVAC (Sindicato do Pessoal de Voo da Aviação Civil), que envolveria o afastamento de 750 membros da tripulação.

Para além disto, há quase mil outros trabalhadores com contratos a termo que não foram renovados desde Março e outros que não serão renovados nos próximos meses, pelo que no total a TAP perderia cerca de 1.800 empregados.

Estes planos foram comunicados pelo sindicato aos seus associados após uma reunião na sexta-feira à tarde, na companhia de outras estruturas sindicais, ter uma reunião com responsáveis da companhia aérea.

Be the first to comment

Leave a Reply

Your email address will not be published.


*


This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.