Covid-19. Em Wuhan, centenas de pacientes tiveram sintomas depois de receber alta

Mais de 70 por cento dos pacientes internados que recuperaram da Covid-19 na cidade de Wuhan, na República Popular da China, apresentaram pelo menos um sintoma depois de terem recebido alta do hospital, de acordo com as conclusões de um estudo científico publicado esta terça-feira pelo jornal “China Daily”.

A investigação, que acompanhou 1.733 pacientes com Covid-19 que receberam alta do Hospital Jinyintan, em Wuhan, entre 7 de Janeiro e 29 de Maio, concluiu que a maioria deles continuava a sentir, principalmente, fadiga, fraqueza muscular, dificuldades para dormir e ansiedade.

O tempo médio de acompanhamento dos pacientes desde que começaram a apresentar sintomas foi de seis meses, segundo explicou Cao Bin, vice-presidente do Hospital da Amizade Sino-Japonesa, num congresso organizado pela Academia Chinesa de Ciências Médicas.

O estudo foi realizado no serviço de ambulatório do Hospital Jinyintan, e todos os participantes foram entrevistados pessoalmente por médicos.

O grupo respondeu a uma série de questionários e também foi submetido a outros tipos de testes, incluindo uma caminhada de seis minutos, conforme detalhou Cao.

Os resultados mostraram que, seis meses após o início dos sintomas, cerca de metade dos pacientes apresentava pelo menos um padrão alterado nas tomografias.

Além disso, foi constatado que aqueles que desenvolvem uma versão mais grave da doença tendem a apresentar pior capacidade pulmonar e problemas que podem ser identificados em exames de imagem do tórax, acrescentou o especialista.

Cao ressaltou ainda que, com base no estudo, os pacientes que recuperam da Covid-19 devem praticar exercícios físicos regulares para manter a saúde, evitar o consumo de álcool e tabaco e iniciar um acompanhamento psicológico se necessário.

A República Popular da China registou 86.464 casos da doença e e 4.634 mortes desde o início da pandemia, de acordo com a Comissão Nacional da Saúde.

Be the first to comment

Leave a Reply

Your email address will not be published.


*


This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.