China. Vacinas testadas em quase um milhão de pessoas

O presidente da farmacêutica estatal chinesa Sinopharm, Liu Jingzhen, anunciou esta quinta-feira que quase 1 milhão de pessoas já foram imunizadas com uma das candidatas à vacina contra o coronavírus que as farmacêuticas chinesas estão a desenvolver. O responsável assegura que nenhuma apresentou efeitos adversos significativos.

Liu Jingzhen explicou que apenas um pequeno grupo dos voluntários apresentou efeitos adversos leves após a aplicação. O responsável revelou à imprensa chinesa que diplomatas e estudantes, que viajaram para mais de 150 países, não testaram positivo ao coronavírus depois de terem sido vacinados.

A China autorizou a 22 de Julho o uso da vacina contra o coronavírus SARS-CoV-2 para certos casos excepcionais, tais como “protecção de trabalhadores da saúde, funcionários de programas de prevenção da Covid-19, inspectores portuários e funcionários dos serviços públicos”.

Jingzhen, no entanto, não indicou se a vacina que refere é a produzida pela Sinopharm. Por outro lado, o presidente da companhia garantiu que a empresa está perto de completar a terceira fase de testes clínicos, que estão a ser realizados em dez países, com a participação de cerca de 60 mil pessoas: “Terminamos de recolher amostras de sangue junto de 40 mil pessoas, 14 dias após a aplicação das duas injeções necessárias para a vacinação. O resultado é muito bom”, disse.

As autoridades locais ainda não divulgaram a data possível para a comercialização de vacinas em grande escala, mas o director do Centro de Desenvolvimento de Ciência e Tecnologia da Comissão Nacional de Saúde, Zheng Zhongwei, afirmou  recentemente que a China prevê produzir 610 milhões de doses antes do fim deste ano.

Be the first to comment

Leave a Reply

Your email address will not be published.


*


This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.