Professor decapitado perto de Paris. Polícia não exclui terrorismo

Um professor foi decapitado esta sexta-feira na cidade de Éragny, nos arredores de Paris. O autor do crime foi abatido pelas forças de segurança francesas, de acordo com a polícia antiterrorista do país.

O assassinato aconteceu perto de uma escola onde a vítima leccionava história e geografia. Ao final da tarde, a polícia recebeu um alerta de que um corpo decapitado tinha sido encontrado.

A Procuradoria Nacional Antiterrorista confirmou à agência Efe que abriu uma investigação sobre o envolvimento de uma organização terrorista com o macabro crime.

O portal “Actu 17”, especializado em informações relativas à segurança nacional, disse que a vítima trabalhava na escola Bois d’Aulne, em Conflans-Sainte-Honorine, perto de Éragny, e teria mostrado caricaturas de Maomé na sala de aula, o que poderá ter estado na origem do assassinato.

Quando foi neutralizado pela polícia, o autor do crime usava um colete que poderia estar com explosivos, de acordo com o portal.

O homicida terá ameaçado os agentes que o cercaram com uma faca e foi de imediato abatido.

Be the first to comment

Leave a Reply

Your email address will not be published.


*


This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.