Nove pessoas detidas por ligação a crime que chocou a França

A Polícia Francesa deteve na última madrugada nove pessoas, uma delas menor, no âmbito da investigação aberta após o atentado terrorista que na sexta-feira custou a vida de um professor do ensino secundário.

O docente foi alegadamente decapitado depois de mostrar na aula uma caricatura de Maomé. Os detidos incluem vários familiares do suposto autor do crime, um jovem russo de 18 anos de origem chechena, nascido em Moscovo e residente em Evreux, a cerca de uma centena de quilómetros a noroeste de Paris, informaram fontes judiciais. O alegado autor do assassinato teria recebido o estatuto refugiado por parte das autoridades francesas.

Be the first to comment

Leave a Reply

Your email address will not be published.


*


This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.