Vaticano julga dois padres por abuso sexual de um menor

Dois padres italianos vão apresentar-se perante a Justiça do Vaticano na próxima semana acusados de abuso sexual de um menor numa residência da Cidade do Vaticano, anunciou o porta-voz da Santa Sé na quarta-feira.

O tribunal do Estado do Vaticano vai julgar o padre Gabriele Martinelli, acusado de ter abusado sexualmente de um menor quando era um jovem seminarista. Martinelli residia no “Pré-seminário São Pio X”, localizado dentro do Vaticano, não muito longe da actual residência do papa Francisco.

O padre Martinelli, que tinha na época 21 anos, foi ordenado padre em 2017.

O outro padre, Enrico Radice, era reitor do alojamento no momento dos factos e é acusado de cumplicidade por ter protegido o seminarista.

Os estudantes alojados neste internato eram crianças e adolescentes que estudavam num colégio privado do centro de Roma e que participavam como acólitos nas missas realizadas na basílica de São Pedro.

Alguns deles decidiram tornar-se padres e seguiram os estudos no seminário.

A Justiça do Vaticano tinha decidido em 2017 abrir o julgamento após a publicação do livro “Pecado original” do jornalista italiano Gianluigi Nuzzi, que denuncia os abusos cometidos no seminário entre 2011-2012.

Entre os depoimentos, está o do polaco Kamil Tadeusz Jarzembowksi, que contou que se dirigia com frequência ao quarto do seminarista para ter relações sexuais porque “se sentia obrigado a ceder às suas demandas” e que não se tratava de uma relação amorosa: “Não culpo esses padres por serem homossexuais”, declarou o polaco, que confessou ser gay.

“Tudo isto é uma grande hipocrisia: durante o dia, essas pessoas são homofóbicas e durante a noite ficam loucos em festas gay”, defendeu.

Pouco depois da publicação do livro, a vítima contou num programa de televisão que foi abusado sexualmente durante o seu primeiro ano no pré-seminário, aos 13 anos.

O jovem afirmou inclusive que recebeu propostas inadequadas dentro da Basílica de São Pedro durante as missas.

Be the first to comment

Leave a Reply

Your email address will not be published.


*


This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.