Par de lémures-vermelhos nasce no Zoológico de Singapura

Dois lémures-vermelhos (Varecia rubra) nasceram recentemente no Jardim Zoológico de Singapura, anunciaram as autoridades da cidade-Estado esta quinta-feira. Trata-se de um acontecimento para uma espécie de primatas que está ameaçada de extinção.

O último nascimento no Jardim Zoológico do país de um lémure da espécie, um primata endémico de Madagascar, ocorreu há mais de uma década, informou a Reserva de Fauna e Flora de Singapura.

A chegada dos gémeos, que ainda não foram baptizados, é uma ocorrência com um significado “muito especial” uma vez que os primatas se reproduzem apenas uma vez por ano, informou a instituição.

O último primata desta espécie a nascer no Jardim Zoológico de Singapura foi Bosco, o pai dos gémeos, há 11 anos. A mãe, Minnie, de oito anos, veio para Singapura depois de ter sido adquirida a um Jardim Zoológico japonês, em 2016.

Embora os gémeos tenham nascido no início deste ano, apenas se tornaram uma atracção recentemente, dado que o Jardim Zoológico esteve encerrado durante vários meses devido à pandemia do novo coronavírus.

Os lémures-vermelhos foram classificados como ameaçados de extinção pela União Internacional para a Conservação da Natureza (IUCN) por causa da exploração de madeira e da caça.

De acordo com a IUCN, das 107 espécies de lémures sobreviventes em Madagascar, 103 correm perigo de extinção. Do total, 33 delas estão em perigo crítico, a pior categoria antes da extinção, segundo a IUCN.

Be the first to comment

Leave a Reply

Your email address will not be published.


*


This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.