Areia Preta. Conflito amoroso na origem de esfaqueamento mortal

Fotografia: Ou Mun Tin Toi/Rádio Macau

Uma divergência de natureza amorosa poderá ter estado na origem da discussão que custou a vida a uma mulher de 32 anos ao início da noite de domingo, na Avenida Venceslau de Morais. A alegada autora do esfaqueamento fatal, uma cidadã do Continente de 30 anos, veio ao território propositadamente para exigir satisfações ao marido da vítima, com quem supostamente mantinha um relacionamento.

Quando a mulher chegou ao quinto andar do edifício Pat Tat Suen Chuen, o homem que procurava não se encontrava em casa. A alegada autora dos ataques foi recebida pela família do indivíduo em questão, com quem se envolveu numa acesa discussão, de acordo com moradores do edifício que ouviram a troca de acusações.

O alerta foi dado pela filha da própria vítima, que pediu ajuda a um dos porteiros do edifício. O funcionário, por sua vez, ligou ao Corpo de Polícia de Segurança Pública.

Quando chegaram ao local, os agentes das forças de segurança encontraram uma mulher caída com um corte no pescoço e com sinais vitais muito fracos, uma outra mulher com um ferimento grave na zona do abdómen e uma criança, de cinco anos, com ferimentos no rosto, no ombro, mas costas e no peito.

A vítima ainda foi transportada para o Centro Hospital Conde de São Januário, mas o óbito acabaria por ser declarado pouco depois de ter dado entrada no hospital público.

A mãe da vítima continua internada em estado grave, bem como o menino, ainda que a criança não corra risco de vida.

Visivelmente desorientada, a suspeita também deu entrada no Centro Hospitalar Conde de São Januário, onde foi observada por uma equipa médica. A mulher deverá ter que responder perante a justiça do território pelo crime de homicídio qualificado.

Be the first to comment

Leave a Reply

Your email address will not be published.


*


This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.