Ponte Hong Kong-Zhuhai-Macau abre a 23 de Outubro

A notícia foi hoje avançada pelo South China Morning Post. O diário da vizinha Região Administrativa Especial de Hong Kong adianta ainda que a abertura oficial da travessia deve ter como palco a vizinha cidade continental de Zhuhai, numa cerimónia que deverá contar com a presença do presidente chinês, Xi Jinping.

Agora sim, é oficial. A Ponte Hong Kong-Zhuhai-Macau, a maior travessia marítima do mundo, vai abrir ao trânsito a 23 de Outubro, noticiou ao final da tarde o South China Morning Post, sem no entanto referenciar a fonte da informação.

O diário em língua inglesa da vizinga região Administrativa Especial de Hong Kong adianta ainda que a cerimónia de inauguração da multimilionária travessia deve decorrer em Zhuhai.

A mega infraestrutura vai ser inaugurada como uma cerimónia na vizinha cidade continental, de acordo com os convites enviados aos órgãos de comunicação das rês regiões, referiu no seu site a Rádio Televisão de Hong Kong (RTHK).

Os dois órgãos de comunicação social citaram fontes que afirmaram que o Presidente chinês, Xi Jinping, e o vice-primeiro-ministro, Han Zheng, vão assistir à cerimónia, mas não se vão deslocar nem a Macau, nem a Hong Kong.

A inauguração da Ponte, de 55 quilómetros, constitui um importante impulso à edificação do projecto da Grande Baía Guangdong-Hong Kong-Macau, iniciativa que pretende criar no sul da China uma área metropolitana capaz de rivalizar com metrópoles como São Francisco ou Tóquio em termos de criação de riqueza.

A Travessia do Delta vai colocar Macau e Zhuhai a menos de uma hora de distância de Hong Kong e deverá contribuir para impulsionar o desenvolvimento económico e turístico nas três regiões. A vizinha Região Administrativa Especial de Hong Kong investiu pelo menos 120 mil milhões de dólares de Hong Kong na construção da infra-estrutura.

Be the first to comment

Leave a Reply

Your email address will not be published.


*


This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.