Inflação na China cresceu 2,5 por cento em Setembro

O aumento do preço dos alimentos e dos combustíveis foram o factor que mais contribuiu para o encarecimento do custo de vida no Continente. No período de um ano, o custo da gasolina aumento 21 por cento e o dos vegetais 14,6 por cento. Os responsáveis pelo Gabinete Nacional de Estatísticas asseguram que o aumento dos preços dos alimentos se ficaram a dever a factores sazonais, como o clima extremo causado por tufões e outras ocorrências.

O Índice de Preços ao Consumidor (IPC) da República Popular da China, o principal indicador da inflação no país, subiu 2,5 por cento em Setembro, face ao mesmo mês do ano anterior, informou esta terça-feira o Gabinete Nacional de Estatísticas (GNE) do Continente.

A subida foi impulsionada pela evolução de 3,6 por cento no preço médio dos alimentos, sobretudo vegetais (aumento de 14,6 por cento) e das frutas frescas (aumento de 10,2 por cento).

O preço dos ovos aumentou 6,2 por cento, em termos homólogos, e a carne de vaca, cordeiro e frango 3,8 por cento, 11,1 por cento e 4,4 por cento, respectivamente.

Segundo Luo Guoqing, estatístico no GNE, o aumento do preço dos alimentos deveu-se, sobretudo, a factores sazonais, incluindo o clima extremo causado por tufões e precipitação e ventos fortes.

Vários surtos de peste suína foram também determinantes para o aumento, levando a carne de porco, que é parte essencial na cozinha chinesa, a encarecer 2,2 por cento, face ao mês anterior.

O preço dos produtos não alimentares aumentou 2,2 por cento, com destaque para a gasolina (21 por cento), educação (3,1 por cento) e assistência médica (2,7 por cento).

O GNE revelou ainda que o Índice de Preços na Produção, que indica a inflação no sector grossista, aumentou 3,6 por cento, em Setembro, face ao mesmo mês do ano anterior.

O Governo chinês confirmou, em Abril, que mantém a meta para a inflação na ordem dos 3 por cento, para 2018, depois de no ano passado ter aumentado 1,6 por cento.

Be the first to comment

Leave a Reply

Your email address will not be published.


*


This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.