Singapura. Segurança reforçada para cimeira Kim-Trump

Uma das principais artérias de Singapura, a Orchard Road, está desde ontem parcialmente impedida, devido à proximidade da cimeira entre Donald Trump e Kim Jong-un. Dois dois hóteis da zona devem acolher o presidente norte-americano e o líder sul-coreano e as autoridades da cidade estado montaram barreiras nas ruas que dão acesso às unidades hoteleiras. Kim deve chegar a Singapura já amanhã.

Barreiras nas estradas e segurança reforçada junto a dois dos mais luxuosos hóteis da cidade-Estado. Singapura acolhe na próxima terça-feira o encontro histórico entre o presidente norte-americano, Donald Trump, e o líder norte-coreano, Kim Jong-un, e no terreno a azáfama começa a tornar-se visível. A principal artéria do centro da cidade,  Orchard Road, está desde o início da noite de sexta-feira parcialmente impedida, depois das autoridades de Singapura terem colocado barreiras de betão em vários pontos da extensa avenida. Os residentes da cidade-estado esperam que as restrições se acentuem até terça-feira, mas asseguram que os eventuais sacrifícios a que terão que se submeter valem mesmo a pena: “Suspeito que se torne mais inconveniente à medida que nos aproximamos do encontro, mas é uma ocasião única e fico até feliz pela razão da incoveninência se tal significar que alguns dos grandes problemas que afectam o mundo podem ser resolvidos. Não estou minimamente preocupado”, disse  à agência Reuters Michael Weatherley, cidadão australiano radicado em Singapura.

A segurança nas imediações dos hóteis St. Regis e Shangri-La, situados na zona comercial de Orchard Road, foi também reforçada. A imprensa da cidade-Estado adianta que as unidades hoteleiras devem receber Donald Trump e Kim Jong-un, mas a informação não foi confirmada por nenhum dos hotéis. Song Ye-mo, uma cidadã sul-coreana que reside em Singapura, encara o encontro entre Kim e Trump como fundamental para a harmonização das relações entre as duas Coreias: “Espero que o bom momento que pauta as relações entre a Coreia do Norte e a Coreia do Sul perdure. Uma vez que temos um novo Governo, espero que à medida que o tempo passa, o Executivo possa ser capaz de conduzir este processo na direcção certa”, defendeu a sul-coreana.

Kim Jong-un deve viajar já neste domingo para Singapura e ser recebido no Aeroporto Internacional da cidade pelo primeiro-minitro Lee Hsien Loong.

De acordo com assessores de Donald Trump, o presidente norte-americano vai procurar fazer uso de alguma pressão política e do seu charme pessoal para procurar convencer Kim Jong-un a abrir mão do arsenal nuclear da Coreia do Norte.

Be the first to comment

Leave a Reply

Your email address will not be published.


*


This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.